NOSSOS SERVIÇOS

Programa de Eficiência Energética

O programa de Eficiência Energética da Renovale tem como objetivo a redução no consumo de energia. Muitas empresas podem cortar pela metade seus gastos energéticos somente com um melhor gerenciamento. A Renovale também tem acompanhado reduções nos custos de até 20% em diversas empresas, utilizando somente medidas que não acarretam gastos adicionais de capital.


Principais Medidas:

  • Adoção de sistemas inteligentes de iluminação;
  • Melhora no isolamento térmico das edificações;
  • Análise energética dos “boilers” e dos sistemas de aquecimento e distribuição de água e vapor;
  • Avaliação dos sistemas de ventilação e ar condicionado;
  • Alterações no layout da empresa;
  • Adoção de equipamentos mais eficientes;
  • Diagnóstico energético do setor de utilidades, incluindo sistemas de ar comprimido e refrigeração industrial.

Etapas do Programa:

  • 1. Coleta de dados: visita da equipe técnica, com a finalidade de coletar dados referentes ao consumo de energia da sua empresa.
  • 2. Diagnóstico energético: identificação das oportunidades de redução do consumo de energia.
  • 3. Brainstorming: elaboração de medidas com o objetivo de reduzir o consumo de energia e estimativa do quanto será economizado.
  • 4. Implementação das medidas: terão prioridade as medidas com maior potencial de redução no consumo de energia e menor custo de execução.
  • 5. Monitoramento: acompanhamento das medidas adotadas e nova mensuração do consumo de energia.

Gerenciamento de Resíduos

Os PGRSs (Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos) são estudos exigidos pela Política Nacional de Resíduos Sólidos e visam à redução, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição final adequada dos resíduos, bem como propõem instrumentos de coleta seletiva e de logística reversa.

A Renovale elabora, executa e fornece os treinamentos necessários para a efetiva aplicabilidade dos PGRSs. Conheça os principais PGRSs exigidos pelo mercado:


PGRI - Plano de Gerenciamento de Resíduos Industriais

Têm como base as diretrizes propostas na Resolução CONAMA 313/2002 e nas normas ABNT. É um estudo elaborado para as atividades industriais e contém informações acerca de todos os resíduos originados no processo produtivo, da sua geração, do seu fluxo e da sua destinação final.

PGRSS - Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde

De acordo com as resoluções da ANVISA é um documento solicitado pelos órgãos ambientais e de vigilância sanitária para as atividades voltadas à saúde, como: farmácias, hospitais, clínicas, consultórios médicos e odontológicos, instituições de ensino e pesquisa, laboratórios e clínicas veterinárias.

PGRCC – Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil

Determinado pela Resolução CONAMA 307/2002 para os empreendimentos de construção civil de média e alta complexidade, é um documento que deve ser apresentado junto com o processo de licenciamento ambiental.

CADRI – Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental

Documento que aprova o encaminhamento de resíduos industriais a locais de reprocessamento, armazenamento, tratamento ou disposição final, licenciados ou autorizados pela CETESB.

Segurança Química

A Renovale elabora, avalia, revisa e adequa os principais documentos de segurança química requeridos pela legislação:

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Segundo a Portaria 229/2011 do MTE, todos os fabricantes e fornecedores de produtos químicos devem possuir fichas indicativas para cada um de seus produtos, elaboradas de acordo com o sistema de classificação e rotulagem “GHS”. A FISPQ contém informações detalhadas e essenciais sobre as propriedades físico-químicas de um determinado produto e os riscos à segurança, à saúde e ao meio-ambiente.

Ficha de Emergência

É obrigatória para o transporte de produtos perigosos, pois apresenta os principais riscos de um produto e as providências a serem tomadas em caso de acidentes.

P+L - Produção Mais Limpa

Produção Mais Limpa é a aplicação contínua de uma estratégia econômica, ambiental e tecnológica integrada aos processos e produtos, a fim de aumentar a eficiência no uso de matérias-primas, água e energia, trazendo benefícios ambientais e econômicos para a empresa.

As ações tipicamente utilizadas em um programa de P+L incluem: substituição de matérias-primas, implantação de programas de conservação de energia, alteração do layout da fábrica, controle de estoques, reutilização de água, gerenciamento integrado de resíduos, entre outras ações.


Principais resultados conseguidos:

  • Aumento da vantagem econômica e competitiva da empresa;
  • Economia no uso de insumos e redução dos desperdícios;
  • Diminuição nos índices de resíduos (através dos 3R's – reduzir, reutilizar e reciclar);
  • Melhor acompanhamento do processo produtivo;
  • Melhoria nas condições de saúde e segurança do trabalhador;
  • Diminuição dos riscos de acidentes ambientais;
  • Melhor imagem da empresa perante aos consumidores, fornecedores e poder público;
  • Ampliação das perspectivas de mercado interno e externo;
  • Facilidade de acesso às linhas de financiamento.

Eficiência Energética

O programa de Eficiência Energética da Renovale tem como objetivo a redução no consumo de energia. Muitas empresas podem cortar pela metade seus gastos energéticos somente com um melhor gerenciamento.

A Renovale também tem acompanhado reduções nos custos de até 20% em diversas empresas, utilizando somente medidas que não acarretam gastos adicionais de capital.


Principais Medidas:

  • Adoção de sistemas inteligentes de iluminação;
  • Melhora no isolamento térmico das edificações;
  • Análise energética dos “boilers” e dos sistemas de aquecimento e distribuição de água e vapor;
  • Avaliação dos sistemas de ventilação e ar condicionado;
  • Alterações no layout da empresa;
  • Adoção de equipamentos mais eficientes;
  • Diagnóstico energético do setor de utilidades, incluindo sistemas de ar comprimido e refrigeração industrial.

Etapas do Programa:

  • 1. Coleta de dados: visita da equipe técnica, com a finalidade de coletar dados referentes ao consumo de energia da sua empresa.
  • 2. Diagnóstico energético: identificação das oportunidades de redução do consumo de energia.
  • 3. Brainstorming: elaboração de medidas com o objetivo de reduzir o consumo de energia e estimativa do quanto será economizado.
  • 4. Implementação das medidas: terão prioridade as medidas com maior potencial de redução no consumo de energia e menor custo de execução.
  • 5. Monitoramento: acompanhamento das medidas adotadas e nova mensuração do consumo de energia.

Gestão de Resíduos

Os PGRSs (Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos) são estudos exigidos pela Política Nacional de Resíduos Sólidos e visam à redução, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição final adequada dos resíduos, bem como propõem instrumentos de coleta seletiva e de logística reversa.

A Renovale elabora, executa e fornece os treinamentos necessários para a efetiva aplicabilidade dos PGRSs. Conheça os principais PGRSs exigidos pelo mercado:

PGRI - Plano de Gerenciamento de Resíduos Industriais

Têm como base as diretrizes propostas na Resolução CONAMA 313/2002 e nas normas ABNT. É um estudo elaborado para as atividades industriais e contém informações acerca de todos os resíduos originados no processo produtivo, da sua geração, do seu fluxo e da sua destinação final.

PGRSS - Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde

De acordo com as resoluções da ANVISA é um documento solicitado pelos órgãos ambientais e de vigilância sanitária para as atividades voltadas à saúde, como: farmácias, hospitais, clínicas, consultórios médicos e odontológicos, instituições de ensino e pesquisa, laboratórios e clínicas veterinárias.

PGRCC – Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil

Determinado pela Resolução CONAMA 307/2002 para os empreendimentos de construção civil de média e alta complexidade, é um documento que deve ser apresentado junto com o processo de licenciamento ambiental.

CADRI – Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental

Documento que aprova o encaminhamento de resíduos industriais a locais de reprocessamento, armazenamento, tratamento ou disposição final, licenciados ou autorizados pela CETESB.

Segurança Química

A Renovale elabora, avalia, revisa e adequa os principais documentos de segurança química requeridos pela legislação:

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Segundo a Portaria 229/2011 do MTE, todos os fabricantes e fornecedores de produtos químicos devem possuir fichas indicativas para cada um de seus produtos, elaboradas de acordo com o sistema de classificação e rotulagem “GHS”.

A FISPQ contém informações detalhadas e essenciais sobre as propriedades físico-químicas de um determinado produto e os riscos à segurança, à saúde e ao meio-ambiente.

Ficha de Emergência

É obrigatória para o transporte de produtos perigosos, pois apresenta os principais riscos de um produto e as providências a serem tomadas em caso de acidentes.

P+L

Produção Mais Limpa é a aplicação contínua de uma estratégia econômica, ambiental e tecnológica integrada aos processos e produtos, a fim de aumentar a eficiência no uso de matérias-primas, água e energia, trazendo benefícios ambientais e econômicos para a empresa.

As ações tipicamente utilizadas em um programa de P+L incluem: substituição de matérias-primas, implantação de programas de conservação de energia, alteração do layout da fábrica, controle de estoques, reutilização de água, gerenciamento integrado de resíduos, entre outras ações.

Principais resultados conseguidos:

  • Aumento da vantagem econômica e competitiva da empresa;
  • Economia no uso de insumos e redução dos desperdícios;
  • Diminuição nos índices de resíduos (através dos 3R's – reduzir, reutilizar e reciclar);
  • Melhor acompanhamento do processo produtivo;
  • Melhoria nas condições de saúde e segurança do trabalhador;
  • Diminuição dos riscos de acidentes ambientais;
  • Melhor imagem da empresa perante aos consumidores, fornecedores e poder público;
  • Ampliação das perspectivas de mercado interno e externo;
  • Facilidade de acesso às linhas de financiamento.
Português
×